Os colaboradores da Águas de São Francisco do Sul se reuniram na manhã de segunda-feira (13) para debater a escravidão e a tolerância. O encontro faz parte do programa de Igualdade Racial do Grupo Aegea “Respeito dá o tom” e aconteceu em alusão aos 131 anos da abolição da escravatura, assinado pela princesa Isabel em 13 de maio de 1888. O objetivo do programa é promover a equidade nas oportunidades de acesso ao mercado de trabalho, pautado no relacionamento, educação e empregabilidade, além de incentivar os colaboradores a refletir sobre o tema de diferentes formas.
 
Cristiane Rosa Madruga Pereira, supervisora de serviços da concessionária, explica que durante a reunião, denominada experiência 360 Graus, foi falado sobre abolição da escravatura, a influência negra na cultura brasileira, como: ritmos, danças e a riquíssima culinária. Na culinária o destaque foi a cocada – um doce tradicional africano e típico do Brasil feito à base de coco.
No encontro, também foi falado sobre as ações da empresa para promover a igualdade racial e a colaboradora da concessionária, Fabiana Sagas, declamou a poesia Vista Minha Pele – Poema de Ana Lúcia da Silva Sena, mestre em Ciências Sociais-PUC/SP de Campo Grande.
 
 Saiba mais
 
Respeito Dá o Tom é o programa de igualdade racial que o grupo Aegea lançou oficialmente em setembro de 2017. Seu objetivo maior é promover a equidade nas oportunidades de acesso à empresa e de crescimento profissional dos colaboradores que se autodeclaram pretos e pardos. Da mesma forma, estabelece que no ambiente de trabalho, as atividades cotidianas e os projetos da empresa estejam livres de racismo, preconceitos, discriminações, atitudes que comprometem a postura de respeito, tolerância e cordialidade que o grupo deseja.